Visita do Papa livrou o Benfica de pagar uma multa por insultos de Vlachodimos ao FC Porto

O Benfica foi beneficiado pela visita do Papa a Portugal durante as Jornadas Mundiais da Juventude, o que evitou que o clube tivesse que pagar uma multa de 16.320 euros.

As águias recorreram ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) contra a punição imposta pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, devido à “lesão da honra e da reputação dos órgãos da estrutura desportiva e dos seus membros”. O motivo foi a divulgação de “alegadas expressões injuriosas proferidas pelo seu, à data, jogador Odysseas Vlachodimos” dirigidas ao FC Porto, através da plataforma Benfica Play.

A decisão do TAD, emitida em 4 de março e publicada nesta terça-feira no seu site, declarou que “a infração pela qual a Demandante foi condenada no âmbito do processo n.º 03-2023/2024 do Conselho de Disciplina da FPF” foi amnistiada, com base na Lei n.º 38-A/2023, de 2 de agosto.

No entanto, o processo incluiu uma declaração de voto do árbitro designado pela FPF, Miguel Navarro de Castro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *