Sporting Rafael Leão: “Tenho pena quando as críticas são feitas para me provocar”

Magia do futebol: “Adoro grandes golos e claro que gostava de marcar mais, mas também cometo erros. Sou um jogador completo. O futebol de hoje é só estatísticas e não gosto disso. Futebol é magia, é alegria. As pessoas que apenas pensam e números deixam-me zangado. Os adeptos têm de se divertir, para que eu também o possa fazer. Gosto de estética e beleza, seja no futebol, na moda, na música ou no amor.”

As críticas: “Motivam-me sempre. Por vezes fico zangado, mas apenas quando não são construtivas. Tenho pena quando são feitas para me provocar. Há situações em que dou por mim a pensar: ‘este tipo percebe alguma coisa de futebol?’ Seja como for, estas coisas tonam-me mais forte, sei onde quero chegar.”

Ibrahimovic, atual diretor do Milan, disse que Rafael Leão é “um génio”: “Não sou um génio, mas ele ajudou-me imenso a elevar a fasquia. Fala comigo sobre tudo, não apenas de futebol. Preciso dele. Ajudou-me como futebolista e como homem. Foi muito importante para mim quando ainda era jogador e continua a ser agora.”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *