Sérgio Conceição reage a descontrolo emocional de Pepe e mete Cristiano Ronaldo ao barulho

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Famalicão, Sérgio Conceição foi questionado sobre como Pepe geriu a frustração da expulsão no FC Porto-V. Guimarães.

O treinador azul e branco lamentou o facto de se dar mais importância à frustração em vez da causa que provocou esse sentimento no experiente capitão portista.

“Em relação ao Pepe, como geriu? Apresentando-se como um dos primeiros para trabalhar, com a mesma dedicação. O estado de espírito quando se perde e acontece algo do género não é o melhor, mas isso faz parte. O que para nós também não é novidade é darem mais ênfase, mais cobertura e palco às reações e não à causa. É habitual esses processos levantados, faz parte, à imagem do que foi a época e não posso falar mais“, afirmou.

Conceição foi ainda questionado sobre o descontrolo emocional que os jogadores do FC Porto têm evidenciado.

“São as situações que estávamos a falar. Situações que são consequência do que tem acontecido, os jogadores deviam fechar os olhos a algumas coisas, mas circulam algumas notícias e é difícil eles manterem a calma e o foco porque isto não nos leva a nada, só nos prejudica. Não é nervos, isso gosto, mas entrar em irritação com o que não podemos controlar só nos prejudica. Não é fácil. Há duas formas de ver isto, o Pepe descontrolou-se – não vai haver outro Pepe durante muitos anos, com tanta qualidade, que seja tão competitivo. Vejo os exemplos de um Pepe, de um Cristiano Ronaldo, coisas que por vezes num jogo vivido com muita emoção e paixão… Tem a ver com essas carreiras longas, tem três Ligas dos Campeões, pode fazer um excesso, e é isso que depois conta. Falo do Pepe, do Ronaldo, dou graças a Deus por termos gente desta, que é portuguesa. O brilhantismo desses jogadores não é metido cá para fora, carreiras cheias de êxitos, competições ganhas, uma competitividade que não é normal. A irritação não é boa, não é positiva, porque precisamos de ter os jogadores ligados, mas com frescura mental”, referiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *