Sérgio Conceição explicou o motivo para ter renovado com o FC Porto a poucos dias das eleições “tinha medo de André Villas-Boas?”

Este sábado, Sérgio Conceição marcou presença na conferência de imprensa de antevisão ao jogo do FC Porto contra o Estoril, que está marcado para domingo, como parte da 31.ª jornada da I Liga. O jogo tem implicações nas contas do título e até poderia influenciar numa possível celebração verde e branca ainda este fim de semana. Além disso, o treinador abordou a sua renovação pelo clube, que aconteceu poucos dias antes das eleições.

“Vamos lá ver… O timing é o que menos belisca as opiniões dos sócios que vão votar. Acredito que não é no penúltimo ou último dia que vão decidir alguma coisa, atendendo aos programas que foram vendo. Foi só meter no papel algo que já estava apalavrado com o nosso presidente. Posso ter uma relação muito pessoal com o senhor Presidente, dado que é meu amigo, mas ele tem muitos amigos que não servem o FC Porto e não lhes vê competência em certos registos. Nestes sete anos voltámos a ter hegemonia. Somos o único clube pentacampeão em Portugal. Falando da minha estadia aqui, temos praticamente tantos títulos juntos como os rivais [Sporting e Benfica] que estão à nossa frente. Trabalhamos o presente e o futuro”, afirmou o técnico dos dragões.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *