Sérgio Conceição acusado de agressão a árbitro num torneio de infantis realizado em Espanha

No torneio internacional Taça Gafañote, realizado em Huelva e envolvendo diversas equipas de infantis, a final foi entre o FC Porto e o Sevilha. Segundo relatos do Presidente da Câmara de Cartaya, onde o torneio ocorreu, Manuel Barroso, transmitidos na estação Antena Huelva Radio, Sérgio Conceição, que estava presente para assistir ao jogo, teria entrado em campo várias vezes e agredido o árbitro do jogo enquanto este se dirigia para o túnel.

“O apito final foi dado e uma funcionária telefonou-me. Disse-me que algumas pessoas tinham acabado de entrar no relvado para atacar o árbitro. Eu corri para o apoiar, o homem estava prestes a entrar no túnel. Antes de entrar, um deles deu-lhe uma bofetada na cara. Coloquei-me no meio, servindo de escudo, a dizer quem eram eles para saltarem para o relvado, que não se podia saltar para o relvado daquela maneira.

Com uma atitude grotesca e arrogante, disseram-me: “não sabe com quem está a falar”. Eu identifiquei-me como presidente da Câmara de Cartaya e disse: “Desculpe, não tem de saltar para aqui, não é você que tem de saltar ou atacar ninguém”. Depois começaram a insultar-me, a desrespeitar-me. Empurram-me, arranham-me o pescoço e eu tento aguentá-los empurrando-os até chegarem as autoridades, a Guardia Civil.

«Mais tarde soube que ele era o treinador da equipa principal do FC Porto. Contei-lhe quando soube. Disse-lhe: ‘Não tens vergonha de, sendo dirigente deste clube, me desrespeitares e até me agredires’, mas depois ele continuou a desrespeitar-me e até me ameaçou de mrt…”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *