Selecionador da Grécia mete o nome do Benfica ao barulho e diz manter confiança em Vlachodimos

Gustavo Poyet, treinador da seleção da Grécia, continua a confiar em Odysseas Vlachodimos, apesar de este ter tido pouca utilização no Nottingham Forest. O guarda-redes de 29 anos, que saiu do Benfica no verão para se juntar ao clube inglês, disputou apenas sete jogos sob o comando da equipa agora liderada por Nuno Espírito Santo.

“É bom para toda a gente saber que tudo muda muito rápido no futebol. Vlachodimos era o número 1 num clube de topo [Benfica], não apenas em Portugal, mas também nas competições europeias. Estava a jogar sempre como titular, a ganhar títulos e a jogar todos os anos na Liga dos Campeões. Depois mudas de clube e as coisas acontecem. Outras pessoas, outros treinadores, outras formas de entender o futebol e ficas numa situação difícil. Mas a situação dele na seleção é totalmente diferente. Por exemplo, tenho de tomar decisões para pôr a jogar aquele que conheço, aquele em que confio mais e aquele que está em melhor forma”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *