Rúben Amorim fala sobre futuro e contrato com o Sporting Clube de Portugal

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Portimonense, Rúben Amorim voltou a comentar o seu futuro no Sporting, depois da polémica viagem a Londres.

O técnico leonino lembra que tem contrato com o clube verde e branco.

“Eu tento ser sincero com vocês, depois há novelas de que me ofereço a outros clubes, o que até é engraçado. Eu tento ser sincero. Há situações em que tentamos sair pela porta grande, mas há várias situações. A idade dos meus filhos… Mas garanto-vos, vai ser muito mais aborrecido, mas vou ser um bocadinho mais diferente nesse aspeto. O que os adeptos podem esperar de mim é o mesmo de sempre. Adoro estar aqui, dou sempre o máximo pelo clube e isso vai continuar. Tenho contrato e vou continuar a ser treinador do Sporting“, afirmou.

Amorim voltou a abordar o tema, depois de ser questionado sobre as possíveis contratações de Ioannidis e Debast, revelando uma nova abordagem para próximas questões sobre o seu futuro.

“O Sporting não precisa de fazer nada de diferente. São situações da vida. Eu também vou aprendendo. O facto de eu querer ser mais honesto e não ser aborrecido e dizer que tenho contrato, coisa que vou começar a fazer, ser aberto nas minhas ideias e tentar ter uma ideia diferente quando venho aqui… Obviamente que eu crio um problema porque não é normal e deixo as coisas em aberto, porque sou sincero nos momentos em que tenho certezas. O Sporting não precisa de fazer nada e não vai fazer nada de diferente. Há sempre as vendas. Se há Liga dos Campeões ou não, interfere. Depois temos também uma baliza do investimento do que vendemos e o dinheiro que entra na Champions. Tudo isso está a ser preparado há algum tempo. O Sporting não precisa de fazer nada de diferente. Portanto, tenho contrato com o Sporting e sou treinador apenas do Sporting. Não há novidade nenhuma“, referiu.

Sobre a sua viagem a Londres, Amorim lembrou o caso de Álvaro Pacheco, treinador do V. Guimarães, que jantou com os dirigentes do Cuiabá.

“Já foi tudo falado. Vocês já criaram as vossas teorias. Não tenho problemas nenhuns. Fiquem com essa ideia. O porquê não vou dizer. Disse a quem tinha de dizer, principalmente ao Viana. Vou seguir em frente. Sei que o Álvaro [Pacheco] teve um problema com um jantar (risos)… Está na moda! Da mesma maneira que vocês falam dos treinadores, falar dos clubes que despedem treinadores e no dia seguinte apresentam outro, mas não tiveram conversas nenhumas com outros treinadores. A vida é mesmo assim. Há que aceitar e seguir em frente. A vida é mesmo assim”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *