Rúben Amorim arassa alegada proposta do Chelsea por Gyokeres

Rúben Amorim foi questionado sobre uma alegada proposta de 85 milhões de euros do Chelsea por Gyokeres.

«Não sei, nem perguntei ao [Hugo] Viana. Fui informado da notícia. Assim que me disseram 85 milhões de euros pensei. ‘Não chega’. Todos os clubes têm de vender. A meio da época só sai pela cláusula. Estou tranquilo, porque não podemos fazer nada. Teríamos de mudar muita coisa, daí o esforço da direção. Jogadores só saem pela cláusula. Ouvi o número, vi que não chegava e segui em frente. Há clubes com facilidade para pagar 100 milhões de euros. Isso não controlámos. Creio que irão haver propostas no verão. Em janeiro vamos ver. Só pela cláusula e acho difícil», começou por dizer, em conferência de imprensa de antevisão ao duelo com o Vizela, fora de portas, a contar para a 18.ª jornada da Liga, que marca o arranque da segunda volta.

Sobre uma possível renovação e aumento salarial para o avançado sueco: «O Viana também não me falou de nada disso. Não penso que haja algo a ser trabalhado, acho que não é o jogador que precisa de mais ajuda. O Viktor não precisa e acho que isso não é verdade. Tudo o que for aumentar cláusulas e salários estou de acordo. Envolve muita coisa. São 100 milhões ainda. Não sabemos se foi verdade os 85 milhões. Com os 100 penso que estamos confortáveis.»

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *