Roger Schmidt sob brasas, Rui Costa Insatisfeito deixa futuro em dúvida no Benfica investimento será avaliado

Longe do sucesso registado na primeira temporada no Benfica, Roger Schmidt prepara-se para fechar a segunda época na Luz abaixo das expectativas, de tal forma que a insatisfação entre adeptos e direção já começa a colocar em dúvida o futuro do treinador alemão no comando das águias.

De acordo com o jornal A Bola, o cargo técnico de 57 anos ficou “mais fragilizado” desde os dois deslizes frente ao Sporting, uma vez que o primeiro (2-2 na Luz) conduziu à eliminação nas ‘meias’ da Taça de Portugal, na passada terça-feira, enquanto o segundo, no passado sábado, deixou as contas da luta pela reconquista da I Liga bem mais complicadas – a quatro pontos dos leões, que ainda têm uma jornada em atraso.

A verdade é que Roger Schmidt passou de um registo de 42 vitórias em 55 jogos na temporada passada, inclusive com um ‘brilharete’ na Liga dos Campeões, para uma marca atual de 31 triunfos em 48 partidas, sendo que a Supertaça conquistada em agosto de 2023, diante do FC Porto (2-0), não estará a ter muito peso na ‘balança’ de troféus conquistados na sua passagem pela Luz.

Segundo a mesma publicação, a decisão final só será tomada depois de conhecidos os resultados finais da presente época, até porque as águias ainda vão disputar o acesso às ‘meias’ da Liga Europa, diante do Olympique Marseille. Porém, a rescisão sem justa causa não está colocada de parte, apesar do pagamento de cerca de 16 milhões de euros pela sua saída, com um cenário de entendimento à vista entre ambas as partes até que o técnico encontrasse outro clube. Para já, são apenas possibilidades colocadas em cima da mesa por parte da direção liderada por Rui Costa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *