Reação de Pinto da Costa à detenção de Fernando Madureira dá que falar

Pinto da Costa reagiu pela primeira vez à detenção de Fernando Madureira, no âmbito do processo Operação Pretoriano.

O presidente do FC Porto aproveitou para manifestar a sua solidariedade para o líder dos Super Dragões e à sua mulher, relembrando a sua importância na claque.

“É um momento desagradável para os visados, quero deixar um abraço ao Fernando Madureira e à sua mulher, porque os amigos são para as ocasiões. Não tenho de me imiscuir no problema judicial porque não me compete nem tenho nada a ver com a vida das pessoas, agora, como amigo, mando-lhes um grande abraço de solidariedade. Eles foram fundamentais no apoio que os Super Dragões deram às nossas equipas nos vários momentos. E não é por estar a passar um momento mais difícil que deixo de ser amigo, sem ser íntimo mas amigo, porque foi e espero que irá ser um grande chefe da claque a apoiar o FC Porto“, afirmou.

Pinto da Costa aproveitou ainda para se pronunciar sobre os incidentes do Famalicão-Sporting, endereçando uma farpa.

“Os Super Dragões criam muitos problemas à nossa imagem, sobretudo ontem em Famalicão, foram terríveis, não deviam ter lá estado a fazer aqueles desacatos, mas naturalmente terá sido a última vez que foram a Famalicão. Estou a falar a sério“, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *