“Pinto da Costa usa Sérgio Conceição como uma carta na manga para as eleições: A jogada que está dar o que falar”

Na reta final de uma das eleições mais antecipadas na história do FC Porto, o atual presidente Pinto da Costa fez revelações significativas durante um jantar em Espinho, onde reafirmou seu compromisso com a continuidade de figuras-chave no clube, condicionada à sua reeleição neste sábado.

Numa declaração que pode influenciar diretamente o voto dos associados, Pinto da Costa assegurou que já possui acordos pré-assinados com o treinador Sérgio Conceição e o defesa central Pepe. O presidente esclareceu que ambos os contratos estão vinculados à condição de sua permanência na liderança do clube.

“O Sérgio vai continuar comigo. Isso é certo, e se eu vencer, ele tem contrato assinado para continuar“, garantiu o presidente, destacando uma cláusula similar no contrato com Pepe.

Pinto da Costa, que lidera o clube há 42 anos, recordou algumas das conquistas mais memoráveis sob sua gestão, com destaque para o título da Liga dos Campeões de 1987, conquistado contra o Bayern de Munique em Viena.

“Essa noite foi um marco inesquecível e um testemunho da força do FC Porto no cenário europeu“, refletiu com orgulho.

O presidente também comentou sobre a necessidade de reformas no futebol português, comparando a situação atual com a revolução do 25 de Abril, que trouxe liberdade de expressão para Portugal.

“No futebol, ainda nos faltam essas liberdades. Exprimir uma opinião muitas vezes resulta em penalizações“, lamentou, referindo-se a recentes controvérsias envolvendo arbitragens.

Estas declarações surgem num momento crítico para o clube, que se prepara para uma decisão eleitoral que pode definir o curso dos próximos anos. Os associados do FC Porto têm agora a tarefa de decidir se continuam a apoiar a visão de longo prazo de Pinto da Costa ou optam por uma nova direção.

Com a promessa da continuidade de figuras tão centrais como Sérgio Conceição e Pepe, Pinto da Costa parece apostar forte no seu legado e na estabilidade do clube para convencer os eleitores a mantê-lo no cargo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *