Pinto da Costa: ‘Sérgio Conceição? Por mim ficava até M0RR€R’

Numa noite marcada por emoções e declarações fervorosas, o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, visitou a associação de adeptos do clube em Vila Verde, partilhando não só a sua visão para o futuro como também uma defesa acérrima do atual treinador, Sérgio Conceição.

Durante o encontro, que ocorreu no âmbito da sua campanha para um possível 16.º mandato consecutivo, Pinto da Costa fez questão de agradecer a calorosa receção dos adeptos, recordando uma visita anterior do seu irmão ao mesmo local, o que demonstra o valor sentimental do encontro. “É uma grande emoção estar aqui,” afirmou, destacando a mensagem de um cartaz que dizia: ‘O FC Porto acima de tudo‘.

Confrontado com a sua decisão de se recandidatar, Pinto da Costa foi enfático ao mencionar as ameaças percebidas à independência do clube, criticando duramente as figuras da campanha opositora e o apoio que recebem de corporações mediáticas e desportivas. “Isto é uma OPA ao FC Porto”, denunciou, referindo-se ao envolvimento de figuras como Joaquim Oliveira na campanha contrária.

Além de reiterar a sua dedicação ao clube, o presidente não poupou elogios a Sérgio Conceição, cuja continuidade considera essencial. “Por mim, ficava até morrer”, declarou Pinto da Costa, ressalvando contudo que não pode garantir definitivamente a permanência do treinador, apesar de estar confiante nessa continuidade.

A conversa também abordou a futura academia do FC Porto na Maia, descrevendo o projeto como um orgulho para o clube e uma necessidade premente. “É uma obra fantástica”, descreveu, mencionando os desafios que enfrentam para levar a obra a bom porto.

Na esfera do futebol feminino e do futsal, revelou planos ambiciosos para o futebol feminino, prometendo uma entrada direta na primeira divisão, enquanto para o futsal, as aspirações terão de esperar pelo menos mais um ano.

Ao abordar questões controversas, como as decisões do VAR e as críticas ao plantel atual, Pinto da Costa manteve uma postura defensiva, focando-se na força do plantel e na injustiça das críticas dirigidas. Refletiu ainda sobre o potencial retorno ao ciclismo, condicionado à resolução de questões legais envolvendo atletas.

Enquanto a campanha eleitoral aquece, Pinto da Costa mantém-se firme na sua visão de unidade e sucesso continuado para o FC Porto, apostando na sua longa história de liderança para convencer os adeptos de que ainda é o homem certo para o cargo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *