Os milhões que o Sporting exige por Marcus Edwards

O Sporting está aberto a negociar o passe de Marcus Edwards, extremo inglês de 25 anos que se tornou uma peça chave no xadrez de Rúben Amorim, apesar de o jogador não estar na lista de transferíveis para a próxima época de 2024/2025. Com contrato válido até 2026, Edwards não é considerado inegociável pela estrutura leonina, que, segundo o jornal A Bola, já estabeleceu um valor mínimo de 20 milhões de euros para iniciar negociações.

O jogador, avaliado em 25 milhões de euros pelo site Transfermarkt, mantém-se no radar de clubes da Premier League, nomeadamente o Crystal Palace e o Tottenham. Este último, curiosamente, é o clube que viu Edwards dar os primeiros passos no futebol profissional, e mantém-se atento à possibilidade de repatriar o atleta, tendo o Sporting atualmente 65% dos direitos económicos do jogador, após aquisições sucessivas desde a sua transferência do V. Guimarães.

A temporada atual pode não ter sido a mais brilhante para Edwards em comparação com a anterior, mas o seu talento e contribuição para o ataque do Sporting não passam despercebidos, tanto para a equipa técnica quanto para os observadores internacionais. Além disso, o próprio jogador já expressou publicamente o desejo de atuar na Premier League, tornando a hipótese de uma transferência algo favorável para ambas as partes, caso se concretize uma proposta atraente.

No entanto, antes de pensar em transferências, Marcus Edwards concentra-se em contribuir para a campanha do Sporting. Após uma ausência devido a problemas físicos, o jogador está confirmado entre os convocados para o próximo compromisso da equipa contra o Estrela da Amadora. Sem Pedro Gonçalves, ainda entregue ao departamento médico, Edwards deverá reassumir um papel central no ataque leonino, ao lado de Gyökeres e Trincão, numa fase crucial da temporada.

O futuro de Marcus Edwards permanece incerto, com a janela de transferências a prometer novos desenvolvimentos. Por agora, o foco do inglês é ajudar o Sporting a alcançar os seus objetivos desportivos, deixando as questões de mercado para serem resolvidas no momento oportuno.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *