Luís Felipe assume: Estava saturado do futebol português “Já não tinha cabeça, devido a…”

Estávamos no verão de 2014 quando Luís Felipe chegava ao Benfica, proveniente do Palmeiras, para reforçar o lado direito da defesa. No entanto, a ‘aventura’ pelo futebol português acabou por não correr como desejado.

O brasileiro foi emprestado a Paysandu, Rio Claro e Oeste, antes de partir para o Vitória FC, a título definitivo, sem chegar a realizar uma única partida oficial de águia ao peito. Mais tarde, em 2021, com 29 anos de idade, retirou-se do futebol, mas, em entrevista concedida ao portal UOL Esporte, garante não estar arrependido.

“Tens uma proposta do Benfica nas mãos e vês que o Palmeiras está a passar por alguns problemas… Quantos meninos daquela idade que eu tinha, uns 20 anos, iriam ter um pensamento dessa maneira? Esperar por uma chance no Palmeiras ou uma transferência para o Benfica?”, refletiu.

“Eu pensei na minha carreira, estava a ir para uma equipa grande na Europa, e, financeiramente, iria mudar a minha vida. E eu acho que fiz a escolhe certa. Eu não me arrependo, sou muito grato ao Palmeiras”, acrescentou, antes de explicar a retirada precoce.

“Escutava muito isso dos mais velhos, o maior problema é o mental. Eu parei muito novo por causa disso, porque eu já não tinha cabeça para continuar no futebol. Estava a stressar comigo mesmo, porque eu cuidava de mim, mas as coisas não aconteciam”, completou.

Foi então que, “saturado”, Luís Felipe sofreu “uma lesão séria” e viu-se obrigado a ‘pendurar as chuteiras’. Agora, vive como empresário: “Tenho bastante contacto com atletas, atualmente, tento passar-lhes o que eu vivi, lá atrás”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *