Jornalista de A Bola arrasa Pepe: ‘Merece um valente vermelho’

João Bonzinho utilizou o seu espaço de opinião do diário desportivo A Bola para deixar duras críticas a Pepe.

Em causa está a publicação que o capitão do FC Porto partilhou nas redes sociais após a derrota diante do Benfica na Luz. Recorde-se que a publicação continha um circo e palhaços.

O jornalista da referida publicação condena a publicação de Pepe, considerando que, perante o facto de envergar a braçadeira de capitão, deveria ter outra responsabilidade, recordando também a atitude condenável que teve na Supertaça, aquando da sua expulsão.

“Escolheu o capitão do FC Porto, Pepe, reagir, com o destempero de qualquer adepto, ao clássico jogado, na Luz, com o rival Benfica, na noite da última sexta-feira. A inqualificável ilustração com que se exibiu numa rede social (julgando, como sempre, que coragem é dizer-se o que se quer atrás de uma cortina), classificando o clássico da Luz como se tivesse sido um circo, volta a manchar a responsabilidade do capitão do FC Porto (e um dos capitães da Seleção Nacional!), como aliás ainda recentemente se tinha voltado a ver quando, após ser expulso na Supertaça, também com o Benfica, não se coibiu de despir a camisola e de a exibir alto, num gesto claramente provocador“, começa por escrever.

João Bonzinho elogia a qualidade de Pepe enquanto jogador, mas questiona o seu comportamento.

“Um grande profissional de futebol, como jogador, não é apenas aquele que se mantém, como Pepe, a competir ao mais alto nível e com enorme qualidade aos 40 anos. É inquestionável o sucesso de Pepe, é inquestionável a dedicação de Pepe, é inquestionável a prateleira dos títulos de Pepe, é inquestionável a força e determinação do trabalho de Pepe e é inquestionável a qualidade de Pepe, seguramente um dos melhores defesas-centrais que o futebol mundial viu nos últimos 20 anos. Mas é questionável muito do seu comportamento, nomeadamente no que diz respeito a algumas atitudes, gestos, ética competitiva, cultura desportiva e fair play“, prosseguiu.

Por último, o jornalista defende que a publicação do central portista é jocoso para todos os envolvidos na indústria do futebol e que tal comentário não se coaduna com o seu estatuto.

“Afirmar, como Pepe afirmou, que o Benfica-FC Porto de sexta à noite pareceu um «circo» merece um valente cartão vermelho. Pepe não é simplesmente um adepto. É um profissional que deve defender o seu clube, mas também a Liga portuguesa como indústria que lhe alimenta a vida. O seu comentário não foi nobre. Nobre é o circo. O comentário de Pepe foi jocoso. Como se fôssemos todos palhaços da sua indecorosa diversão. Só lhe fica mal!“, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *