João Neves acorda mais tubarões: Bayern, PSG e Liverpool muito atentos ao médio do Benfica

O nome de João Neves é um dos que, do plantel do Benfica, mais anda na boca dos olheiros dos principais emblemas do futebol europeu, num “falatório” que já entrou no elevador até à cúpula dos colossos, cujo número, apurou O JOGO, continua a aumentar. As informações sobre o médio dos encarnados estão já ao nível de quem decide onde gastar os milhões e para esta corrida já se perfilam vários tubarões, acordados pelo rendimento em ascensão do camisola 87.

O Manchester United é, desde a primeira hora, o clube que iniciou a recolha ao pormenor de tudo o que está relacionado com João Neves, como já havíamos noticiado, tendo-se juntado aos red devils o Chelsea, que levou da Luz Enzo Fernández em janeiro de 2023 por 121 milhões de euros, numa transferência que, curiosamente, abriu espaço para a explosão do jovem formado no Seixal e que já dava os primeiros passos na equipa principal com Roger Schmidt.

Porém, e depois de ter surpreendido na época passada com a forma como pegou de estaca no onze e ajudou a carregar a equipa até à conquista do título de campeão e também na caminhada até aos quartos de final da Liga dos Campeões, João Neves manteve o destaque mas ganhou ainda mais preponderância na época em curso. Ele e Aursnes são os únicos que alinharam em todos os jogos até agora realizados, tendo o jovem futebolista também conquistado espaço nos eleitos de Portugal.

Mesmo tendo caído da montra da Champions esta época, os olheiros dos clubes de topo da Europa continuaram a segui-lo e, como consequência, também o PSG – que tem como conselheiro o português Luís Campos – já se deixou convencer pela sua qualidade, tendo a informação, confirmada por O JOGO, corrido ontem em meios de comunicação franceses. Porém, há mais tubarões a dar à costa, uma vez que, segundo apurámos, Bayern e Liverpool também identificaram a necessidade de assegurar reforços para o meio-campo na próxima temporada e estão muito atentos ao rendimento de Neves.

Cláusula pode ser curta e aumento salarial parado
Nenhum passo concreto foi dado por estes emblemas, mas este interesse alargado é já do conhecimento dos responsáveis encarnados, que têm a expectativa (não o desejo) de serem confrontados com propostas avultadas no final da época pelo jogador que o presidente Rui Costa, como já noticiámos, pretende segurar na Luz pelo menos mais um ano.

Com esse objetivo em mente, a intenção da SAD passa por assegurar o aumento da blindagem, com o incremento da cláusula de rescisão dos atuais 120 milhões de euros para 150 milhões. A intenção, decidida em dezembro, foi colocada em cima da mesa quando o empresário do médio de 19 anos, Jorge Mendes, foi contactado no sentido de acertar nova renovação de contrato do jogador.

De então para cá esse processo não conheceu avanços significativos, de tal forma que, apesar do peso crescente na manobra da equipa, João Neves continua a ser o titular mais mal pago do plantel, dado que o contrato assinado em agosto incluiu um aumento para cerca de um milhão de euros brutos (quase metade líquidos) por ano, numa ligação válida até 2028.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *