Indireta: “Noutros campos, pode-se dar cabeçadas a árbitros e murros a adversários”

A arbitragem de Fábio Veríssimo foi alvo de críticas por parte do FC Porto na newsletter Dragões Diário desta segunda-feira. O clube azul e branco defende a existência de uma grande penalidade logo nos minutos iniciais, num lance com Galeno, apontando ainda a mira ao livre que originou o primeiro golo minhoto e a expulsão de Pepe.

“Como já confirmaram os especialistas, logo ao minuto quatro, ainda com 0-0 no marcador, ficou por assinalar um ‘penálti claro’ sobre Galeno. Pouco depois, o primeiro golo do Vitória nasce de uma falta menos evidente. Na segunda parte, Pepe foi expulso por ter feito um gesto a sinalizar a necessidade de uso de óculos. Noutros campos, com outras camisolas vestidas, pode-se dar cabeçadas a árbitros ou murros a adversários sem qualquer tipo de sanção”, pode ler-se.

O FC Porto foi derrotado pelo V. Guimarães, por 2-1, na 28.ª jornada da I Liga, com os vimaranenses a ficarem a apenas dois pontos dos dragões, que somaram a segunda derrota consecutiva.

No Estádio do Dragão, os vimaranenses adiantaram-se no marcador aos 12 minutos, beneficiando de um autogolo de Galeno, e ampliaram a vantagem aos 33, por Jota Silva, com o mesmo Galeno a reduzir para os dragões, aos 44, num jogo em que Pepe foi expulso por protestos e deixou a equipa reduzida a 10, aos 69 minutos.

Com este resultado, o FC Porto, que soma já seis desaires no campeonato, não aproveitou as derrotas de Benfica frente ao Sporting e do Braga contra o Arouca, e está em terceiro, com 58 pontos, mais dois do que os bracarenses e o V. Guimarães, ambos com 56, e menos nove do que o Benfica (67), enquanto os leões lideram com 71, e menos um jogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *