“Gian Gasperini será novo treinador do FC Porto caso vença as eleições?” André Villas-Boas responde

André Villas-Boas, candidato à presidência do FC Porto, afirmou que não entrou em contato com nenhum treinador para discutir a possibilidade de assumir o comando técnico do clube, destacando que o atual técnico, Sérgio Conceição, será o primeiro a ser abordado caso seja eleito.

Em entrevista concedida à RTP, Villas-Boas sublinhou a importância de respeitar o atual contexto eleitoral e a posição de Conceição, que preferiu manter-se distante da campanha eleitoral.

“O treinador Sérgio Conceição sempre se colocou à parte deste ato eleitoral, para ele gerir toda a comunicação que há à volta da equipa relativamente ao ato eleitoral“, explicou Villas-Boas. Ele recordou que Conceição já tinha experiência em gerir sua posição durante eleições, referindo-se ao período de 2020, quando o FC Porto conquistou o título nacional e enfrentou um processo eleitoral similar.

Villas-Boas esclareceu que deseja entender melhor as motivações do treinador antes de tomar qualquer decisão sobre o futuro técnico do clube.

“Será a primeira pessoa que eu irei abordar… O que faz sentido é uma conversa com o treinador atual, perceber as razões pelas quais não foi feita a sua renovação anteriormente, que podem ter a ver com as suas motivações relativamente ao seu futuro e à sua carreira“, afirmou o candidato.

Quando questionado sobre possíveis contatos com outros treinadores, especificamente com Gian Piero Gasperini, que comanda a Atalanta, Villas-Boas negou categoricamente qualquer conversa.

“Não, não, de todo. Em absoluto“, respondeu, reiterando o seu compromisso em priorizar o diálogo com Sérgio Conceição.

Esta declaração de André Villas-Boas reflete o seu respeito pelo trabalho e posição de Conceição, além de enfatizar a transparência com que pretende conduzir sua campanha à liderança do FC Porto.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *