Geny Catamo vezes 13. Sporting carbura… e o valor de mercado ‘dispara’

No início da temporada, Geny Catamo tinha um valor de mercado de apenas 600 mil euros – menos, até, do que chegou a valer quando esteve emprestado pelo Sporting. Enquanto esteve cedido a Vitória SC e Marítimo, entre janeiro de 2022 e o verão de 2023, a cotação de Catamo não saiu dos 800 mil euros, tendo baixado para os 600 mil após um último empréstimo infrutífero na Madeira.

A aposta de Rúben Amorim e a regularidade cada vez maior nas escolhas do técnico, jogando até em partidas da Liga Europa, fizeram-no chegar ao valor de mercado de oito milhões de euros, segundo o Transfermarkt, na mais recente atualização, de 8 de março.

Não é, refira-se, nem de perto o maior valor de mercado do plantel (11.º), pois jogadores como Viktor Gyokeres, avaliado em 55 milhões de euros, Ousmane Diomande e Gonçalo Inácio estão cotados em 40 milhões.

No entanto, esta valorização chama a atenção por representar um aumento de 13 vezes o valor com que o jogador iniciou a temporada. Além disso, é também digno de nota que Catamo seja o segundo futebolista moçambicano mais valioso, tendo chegado a Portugal apenas em 2019. Só Reinildo, do Atlético Madrid, tem uma maior cotação.

Origens humildes de Geny Catamo, com o Amora como porta de entrada

Pedro Russiano, antigo treinador de Geny no Amora, recordou a chegada do jovem moçambicano ao clube, à imprensa nacional, em entrevista à Rádio Renascença.”O Geny jogava no Black Bulls, é uma equipa de Moçambique, no qual o meu investidor no Amora, Zuneid Sidat, era também investidor. O Geny veio fazer uma experiência ao FC Porto, não ficou. O miúdo, até apanhar o voo de volta para Moçambique, ia ficar ali na Amora”, começou por explicar.

Ficou em Amora durante algum tempo a treinar nos juniores do clube. “Nesse tempo que treinou, eu vi qualidades nele acima da média. Eu disse ao investidor para ficar com o miúdo cá”, e ficou. A partir daí, Catamo impressionou ainda mais e chegou ao Sporting, primeiro por empréstimo, depois em definitivo.

Nessa época em que jogou por empréstimo, marcou nove golos em 25 jogos pelos juniores do Sporting. Seguiu o trajeto na equipa B, chegou à I Liga pela porta do Vitória SC e do Marítimo, mas sem impressionar. 2023/24 foi a época de explosão do extremo, agora adaptado a ala direito por Rúben Amorim. E o menino de Maputo pode muito bem ter decidido um campeonato nacional.

Nesta temporada leva 35 jogos disputados, seis golos marcados e cinco assistências, com destaque para o bis ao Benfica, no último jogo do campeonato. Aos 23 anos, Geny procura cimentar-se no Sporting e continuar na senda do sucesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *