Ex-dirigente do Sporting criticou escolha de João Pinheiro “é uma provocação”

Miguel Salema Garção, ex-dirigente do Sporting, criticou a escolha de João Pinheiro para arbitrar o dérbi contra o Benfica na terça-feira, na segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, considerando-a uma provocação a toda a estrutura do futebol do clube leonino, bem como aos sócios e adeptos devido ao passado recente.

“Esta nomeação é uma provocação a toda a estrutura do futebol do Sporting, aos seus sócios e adeptos face ao passado recente. O jogo no Dragão, com a expulsão de Coates, e o jogo de Guimarães em dezembro de 2023 são factos reais e está bem presente nos sportinguistas. De uma vez por todas haja capacidade e coragem para uma renovação geracional nas estruturas do futebol no sentido de lhe dar competência, inovação e criação de valor para um setor que é dos mais importantes para a economia do país. Só assim se conseguirá captar mais investimento e potenciar receitas, credibilizando e seduzindo mais pessoas para o futebol. Espero e desejo que, desta vez, João Pinheiro esteja à altura de um jogo com esta dimensão e importância. A bem do futebol!”, disse, em conversa com o jornal Record.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *