Ex-dirigente do Sporting afirma: “Amorim? É melhor ficar do que andar no meio da tabela em Inglaterra”

Luís Duque, antigo presidente da SAD do Sporting, concedeu, esta quarta-feira, uma extensa entrevista à Rádio Renascença, na qual destacou o papel preponderante de Rúben Amorim e de Viktor Gyokeres na conquista do campeonato por parte dos leões.

O ex-dirigente dos verde e brancos considerou ainda que seria mais benéfico para ambos a permanência em Alvalade na próxima temporada.

“Há uma relação forte entre Rúben Amorim e o sucesso desportivo do Sporting. Pela sua forma de treinar, de comunicar, de gerir o balneário, há uma influência fortíssima e não é por acaso que os sucessos aconteceram sendo ele treinador”, começou por dizer Luís Duque.

“Viktor Gyokeres só ganhava em ficar, pelo menos, mais um ano em Alvalade para jogar a Liga dos Campeões e consolidar-se como jogador. Percebo que seja importante o facto de o Rúben [Amorim] estar. É importante para um e para o outro. Para o Rúben também é muito importante continuar no Sporting. É preferível fazer um brilharete na Liga dos Campeões do que andar perdido num clube de meio da tabela de Inglaterra ou de outro país qualquer”, prosseguiu o antigo dirigente do Sporting.

“Vejo o Sporting a trabalhar no sentido de criar uma estrutura que tenha condições para ser campeão todos os anos e criar menos dependência de génios, seja treinadores ou jogadores”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *