‘Ayman, que desastre’. Cristiano Ronaldo e companhia fora da Champions

O Al Nassr venceu o Al Ain, dos Emirados Árabes Unides, nesta segunda-feira, em Riade, na Arábia Saudita, por 4-3. Mesmo assim, a formação foi eliminada da Liga dos Campeões asiática, nos quartos-de-final. Na primeira mão, o Al Ain ganhou 1-0. Houve uma recuperação bem desenhada pelos homens de Luís Castro, sendo que a ‘figura de proa’, Cristiano Ronaldo, teve um jogo para esquecer, apesar de ter marcado de penálti. Um ‘frango’ do guarda-redes do Al Nassr deitou tudo a perder.

Otávio e Ronaldo foram titulares pelo Al Nassr. O jogo começou mal para a equipa do capitão da seleção, pois o Al Ain partiu para a frente do jogo com um golo de Rahimi, aos 28 minutos. O mesmo atleta, marroquino que cumpre a terceira época no Al Ain, bisou aos 45’.

Ghareeb, um dos sauditas mais esclarecidos do Al Nassr (Ronaldo já o elogiou publicamente) reduziu ainda antes do intervalo para dar esperanças à equipa de Luís Castro. A assistência é de Sadio Mané. Mais sorridente ficou a diáspora lusa do Al Nassr, quando Eisa marcou na própria baliza e empatou a partida. Otávio cruzou tenso e o guarda-redes introduziu a bola dentro da baliza.

Quando o jogo já estava a 2-2, Cristiano Ronaldo protagonizou um dos falhanços do ano, de pé esquerdo, à boca da baliza. Nem quis acreditar. Felizmente, um ex-FC Porto apareceu de forma brilhante. Alex Telles bateu um livre com efeito traiçoeiro que acabou dentro da baliza, aos 73’. Assim, o jogo iria para prolongamento (e assim foi).

‘Frango’ e expulsão deitaram tudo a perder

Já no prolongamento, o guarda-redes do Al Nassr, Al-Najar, fez um dos erros do ano. Deixou a bola escapar das mãos e permitiu que um avançado do Al Ain encostasse a bola para dentro da baliza. Revolta e incredulidade de Luís Castro e Cristiano Ronaldo.

Ainda para mais, Ayman, do Al Nassr, já tinha sido expulso por cartão vermelho direto num lance infeliz. O Al Nassr teve direito a um penálti aos 115 minutos, com um defesa a empurrar CR7 na pequena área. Foi o suficiente para Cristiano Ronaldo chegar ao golo que levou o jogo para a decisão por grandes penalidades. Nas grandes penalidades, Brozovic, Alex Telles e Otávio falharam, Ronaldo marcou. Os emiradenses passaram em frente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *