AVB: “Pinto da Costa é facilmente desmentível. Não somos pacóvios…”

Em mais um momento de campanha para as eleições aos órgãos sociais do FC Porto, André Villas-Boas estabeleceu as diferenças de opinião que tem com Pinto da Costa, atual presidente e também candidato, além de Nuno Lobo.

Em declarações no auditório da Escola Secundária de Arouca, para mais uma ação de campanha, respondeu a várias questões de sócios e adeptos portistas. Uma delas prendeu-se com a Academia. “Temos uma visão de academia diferente da candidatura de Pinto da Costa. Estamos em total desacordo”, disse.

Além disso, Villas-Boas falou sobre a expansão do apoio a outras partes do país que não o Norte. “Contamos apresentar o nosso conceito a 2 de abril, em Lisboa, também no sentido de unidade. O FC Porto não deve viver só na região Norte. Iremos prosseguir com a apresentação desse conceito e olhar para todos os contratos vinculativos que se façam atualmente. Lançaremos esse tema em sede de AG se for necessário, para que os adeptos se possam inteirar. Em termos de unidade e controlo de custos, faz mais sentido em Gaia”, disse o antigo treinador do clube.

Villas-Boas afirma que Pinto da Costa “tem-se dedicado à falsidade”. “A outra candidatura tem optado por lançar uma série de mentiras cada vez mais frequentes. Podem estar aqui pessoas que apoiam outras candidaturas e eu respeito. Todos os que estão deste lado são traidores, as pessoas com quem me relaciono também… Essa candidatura tem-se dedicado à falsidade. Parte do nosso terreno tem reserva ecológica, mas essa parte está mais perto do Douro. Não são terrenos encravados, tem três frentes de rua”, explicou.

“O presidente é facilmente desmentível e o vice da lista também. Não somos pacóvios, sabemos observar e os arquitetos sabem fazer interpretações de PDM corretamente. Para tranquilizar: se o terreno não tivesse capacidade construtiva, o FC Porto não é obrigado a comprar. O contrato de promessa compra e venda está comigo. Tivemos reunião com a GaiaUrb, que nos garante capacidade construtiva dos cinco campos, pavilhão, unidade de apoio e estamos contentes por não ter cancelado a apresentação a 2 de abril”, terminou André Villas-Boas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *