Atenção, Di María. Adeptos do Rosario Central agridem jogador à pedrada

O encontro entre Rosario Central, antigo clube de Ángel Di María que tem sido associado ao jogador do Benfica, e o Peñarol, a contar para a Libertadores, ficou marcado por cenas de violência. Um atleta do clube visitante, Maximiliano Olivera, foi atingido por uma pedra atirada por adeptos do clube argentino já depois do apito final, e teve de ser transportado para o hospital.

Nas imagens da transmissão televisiva é visível ver uma grande hemorragia causada pela pedrada. Segundo o médico do Peñarol, Olivera ficou com um corte e a cara coberta de sangue, e chegou mesmo a desmaiar no balneário.

O atleta reagiu horas ao sucedido, horas depois: “Estou bem. Obrigado pela mensagens. Além da dor e dos pontos, tudo bem! Dói o resultado, porque acreditamos que merecíamos algo mais. Mas muito chateados pelo péssimo tratamento dado aos nossos adeptos, a nossa gente. Uma vergonha”, classificou.

Também o Rosario Central repudiou tais atos e pediu ajuda para identificar os responsáveis. “Na tarefa de identificar as pessoas envolvidas nos incidentes registrados antes e depois do jogo no Gigante, o Rosário Central solicita que quem tiver material de vídeo ou fotos, tanto do público local quanto de visitantes, o envie ao órgão legal. e-mail @rosariocentral.com”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *