Antigo vice-presidente do Benfica comentou derrota no Dragão e continuidade de Roger Schmidt

José Manuel Antunes considera “incompreensível” o que aconteceu no Estádio do Dragão e aponta o dedo a Roger Schmidt.

Se o Benfica não conseguir vencer e convencer na quinta-feira contra o Rangers nos oitavos de final da Liga Europa, Roger Schmidt pode estar de saída do clube.

“Será uma decisão da direção, mas como adepto, veria com dificuldade [a permanência de Schmidt], se perdermos contra o Rangers, não ganharmos o campeonato e a Taça”, confessa José Manuel Antunes, ex-vice-presidente do Benfica.

A derrota humilhante no Dragão aumentou as dúvidas sobre a capacidade do treinador dentro da estrutura benfiquista, e a pressão neste momento é muito elevada.

O antigo dirigente considera “incompreensível” o que aconteceu no domingo no Estádio do Dragão. “Com um plantel muito superior ao do FC Porto, era de esperar que ganhássemos sempre que jogássemos contra eles”, continua José Manuel Antunes. “É incompreensível este desastre. É uma derrota vergonhosa para os adeptos do Benfica. Foi algo completamente absurdo, não parecia o Benfica. O Santa Clara ofereceu mais resistência.”

José Manuel Antunes critica também o comentário de Roger Schmidt, que, ao contrário do presidente Rui Costa, afirmou que não tinha de pedir desculpas. “É um erro grave dizer isso aos sócios do Benfica. É não entender a cultura do clube. Isso preocupa-me, ele está cá há ano e meio e já deveria entender melhor.”

O Benfica perdeu por 5-0 no Estádio do Dragão e deixou escapar a liderança da Liga para o Sporting, que ainda tem um jogo em atraso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *