André Villas-Boas sem meias palavras para arrasar o atual presidente do FC Porto “um chorrilho de mentiras”

André Villas-Boas falou sobre a futura academia do FC Porto, assegurando que a solução proposta para Gaia é mais prática do que a anunciada por Pinto da Costa para a Maia. O candidato à presidência do clube confirmou que não há progressos na Maia e que esta localização está envolvida numa série de falsidades.

“Sobre o conceito do Olival e da nossa opção em Gaia, continuamos ativos e esperamos mostrar o conceito este mês ou em abril aos sócios. Reunimo-nos com a Gaiurb bem maio do ano passado, estamos agora à espera da reunião com a APA para ver se temos a mesma leitura sobre uns cursos de água que temos no terreno. Em princípio, não haverá problema algum, pelo que a viabilidade de construção da no.ssa opção diria que é total e o conceito de unidade e centro de alto rendimento profissional junto à formação do FC Porto para nós é o que faz mais sentido, não apenas do ponto de vista operacional logístico, mas também de custo de construção e rapidez de execução da obra. No Olival, os terrenos têm uma pendente inclinada para o Douro, o terreno é acima dos 30 mil metros quadrados, vai permitir cinco campos de futebol, mais o hotel de estágios, mais um pavilhão para modalidades profissionais e uma bancada de apoio para os jogos da equipa B, dos sub-19 e eventualmente do futebol feminino quando finalmente conseguirmos lançar o seu projeto na totalidade. Prevemos uma execução da obra dentro de dois anos para a nova academia, teremos de nos lançar na parte do financiamento, que lançaremos a concurso quando esta direção tomar posse. O conceito de centro de treinos será apresentado em breve aos sócios, está tudo a ser ultimado, para que possamos ser ainda mais factuais. Estamos muito confiantes que é a melhor solução. Sempre dissemos que iríamos respeitar os contratos assinados na Maia, torna-se cada vez mais evidente que provavelmente a Maia não passa de uma utopia de um outro cenário, onde um chorrilho de mentiras estão envolvidos e estará tudo por esclarecer. A academia da Maia não está em movimento, não há máquinas em movimento, era uma promessa da candidatura opositora de Pinto da Costa e não está a acontecer. Torna-se cada vez mais evidente que a solução em Gaia pode ser uma realidade para os sócios do FC Porto”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *