André Villas-Boas quer assumir o clube do Porto mais cedo ou mais tarde, mas há um grande problema

André Villas-Boas está a tentar antecipar a sua tomada de posse como novo presidente do FC Porto. Os estatutos do clube estipulam que a cerimónia deve ocorrer até 15 dias após as eleições, que aconteceram no sábado passado. No entanto, Villas-Boas deseja que isso ocorra antes do dia 12 de maio, avançou o Jornal de Notícias.

Além disso, o novo presidente eleito tem em mente a realização da Assembleia Geral Ordinária de acionistas, que, segundo os estatutos, deve acontecer 21 dias após a tomada de posse. Somente a partir desse momento é que Villas-Boas poderá assumir oficialmente as suas funções.

Por esse motivo, quanto mais cedo ocorrer a tomada de posse, mais rápido será o processo de transição de Pinto da Costa para AVB. Villas-Boas está preocupado com a preparação da nova temporada e pretende começar a tratar de vários assuntos, incluindo a possível continuidade de Sérgio Conceição como treinador.

No entanto, é provável que André Villas-Boas só comece a exercer as funções de presidente a partir de junho, enquanto Pinto da Costa deverá marcar presença na final da Taça de Portugal, frente ao Sporting, no Jamor, a 26 de maio.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *